"Neurosexismo":

contra o progresso da igualdade de gênero - e da própria ciência

O sequestro do termo "gênero":

uma perspectiva feminista do transgenerismo

Mulheres na Ciência

Estudantes criam bactéria que come o plástico dos oceanos

Mulheres na Ciência:

Duas barreiras que afastam as mulheres da ciência

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Notas políticas e outras notas! 30/06

O destaque do dia continua a ser a obscena ajuda do BNDES à fusão do Pão de Açucar com o Carrefour, ou seja, a obscena utilização de nosso dinheiro para ajudar milionários a concretizar seus negócios enquanto o Estado não provê os serviços básicos da população. A propósito, postei o comentário em vídeo, sobre o tema, do economista Rodrigo Constantino. Vale a pena ouvir.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Notas políticas e outras notas! 29/06

Abílio Diniz e seu Carreçúcar
às nossas custas
O destaque do dia é a tentativa de fusão do Pão de Açucar com o Carrefour com participação do BNDES, um banco público, como se sabe, que a companherada vem transformando em privado da tchurma e dos pseudocapitalistas de plantão. O absurdo caracteriza bem o fascismo de esquerda que estamos vivendo, com o governo virando empresário às custas do nosso dinheiro que é investido em grandes empresas e para ressuscitar bancos falidos em vez de ser aplicado em serviços públicos. Destaco também o artigo do historiador Marco Antonio Villa Eles não conseguem desenhar o futuro que resume um pouco da história do país até hoje, apontando como a esquerda que chegou ao poder continua com a cabeça no século XIX.

terça-feira, 28 de junho de 2011

Notas políticas e outras notas! 28/06 - Viva o Dia do Orgulho LGBT!

O destaque  do dia vai para o Dia Internacional do Orgulho LGBT, nascido em Nova Iorque quando gays, lésbicas e travestis, cansados das batidas policiais no bar Stonewall Inn (os policiais vinham extorqui-los), rebelaram-se e, por 3 noites, a partir de 28 de junho de 1969, lutaram contra os abusos das autoridades. Essa reação espontânea dos clientes do bar foi capitalizada posteriormente por grupos gays organizados que passaram a celebrá-la todos os anos, dando início ao moderno movimento de liberação homossexual.

A pedofilia é heterossexual!

A maior parte dos casos de pedofilia é heterossexual, segundo várias pesquisas feitas em todo o mundo. O local onde se encontra o maior número de pedófilos é o lar das crianças, sendo os criminosos os pais, tios, primos e padastros das vítimas, na maior parte meninas, mas também meninos.
Outro local onde se observa um grande número de pedófilos é a Igreja Católica, da qual dona Myrian Rios é seguidora, na pessoa de padres molestadores de crianças que sempre foram acobertados pela "Santa" Madre.

Então, dona Myrian leva seus meninos para serem "educados" atrás das sacristias e se diz preocupada com empregados homossexuais que possam abusar de seus filhos? Esta fdp e todos de sua laia têm o   direito - como eu tenho o direito - de escolher quem quer que trabalhe em sua casa. Agora, fazer falsa associação entre pedofilia e homossexualidade, ela não pode não, a não ser que consiga provar o que diz. Quero ver como. O contrário é que pode facilmente ser demonstrado, com base nas inúmeras pesquisas existentes sobre o assunto: a pedofilia é fundamentalmente heterossexual.

O rol de absurdos que esta fundamentalista hipócrita e preconceituosa desfila, na fala registrada abaixo, é incrível. Ela é um exemplo do rés de chão da política brasileira: quando não estamos às voltas com vigaristas corruptos, estamos às voltas com esse tipo de beata santarrona a destilar infâmia por todos os poros.

Deixo alguns links recentes sobre pedofilia para fundamentar o que digo:
70% dos abusos infantis são cometidos por pais e padrastos http://bit.ly/iB5ZKf
Margaux Fragoso sobre a pedofilia: “Não trate a criança como se ela estivesse arruinada” – Mulher 7 x 7 – ÉPOCA http://t.co/riPGVyA
Crianças em mais de 50% de prostíbulos em estradas http://bit.ly/lF6RSo

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Notas políticas e outras notas! 27/06

A roubalheira envolvendo a futura Copa do Mundo a ser realizada no Brasil é o destaque de hoje. Os gastos serão segredosos para facilitar o roubo. E os brasileiros bovinamente dizem amém. Estão mais preocupados em combater os direitos dos homossexuais (ou defendê-los), mas em combater a corrupção nem tanto.

Dilma Ruimseff: o melhor da Parada Gay

São Pedro decidiu brigar com São Paulo e a Parada LGBT de Sampa transcorreu com frio e chuva (ou de repente foi praga de evangélico). Ficou menos colorida por conta disso, mas não menos povoada. De resto, clima de festa, porém sem muita reivindicação.

O formato atual da Parada precisaria mudar para que ela se tornasse mais política sem perder a graça. A sugestão - já levantada por muitos - de se imitar o carnaval da Bahia, formando blocos temáticos para seguir os trios e ainda levantar uma verba com a venda de camisetas e outros adereços é uma alternativa interessante. Os blocos temáticos poderiam carregar faixas mais reivindicativas, com cordões de isolamento protegendo seus participantes.

Difícil será convencer a direção da Associação da Parada LGBT de SP a mudar sua visão de mundo. Em guerra com as casas comerciais LGBT há tempos, porque cobra delas uma exorbitância para simplesmente colocarem um trio na avenida, que as casas não querem pagar, a APOGLBT vem transformando cada vez mais a Parada num desfile de trios institucionais e pelegos.

A lista oficial dos trios dá bem a dimensão do problema: 4 trios são da própria Associação (o financiamento é governamental); 3 outros são de sindicatos e entidade ligados ao PT e ao governo, como a CUT, a Apeoesp, o Sindicato dos Comerciários e a UNE, outros 2 são da prefeitura de São Paulo (Coordenadoria de Assuntos de Diversidade Sexual); outro da conhecida organização desarmamentista, Eu sou da Paz; outra, uma empresa chamada Orion Cosméticos. Apenas 4 trios são ligados a casas LGBT (Nostro Mondo, Salete Campari e Disponível.com) e a uma ONG LGBT (ONG ABCD’s). Veja a lista dos trios na ordem clicando aqui.
 
Segundo o porta-voz da APOGLBT, Leandro Rodrigues, em entrevista ao UOL, as casas veem os participantes do evento como cifrões e não como cidadãos que querem direitos, embora as casas trabalhem para a população LGBT o ano inteiro, não só na Parada, além de gerar emprego e pagar impostos. Curioso que, apesar de ver algo de errado no fato de empresas quererem lucro, a Associação da Parada não se incomoda de deixar o evento ser tomado por sindicatos que vivem de imposto obrigatório em relação ao qual, por obra do pilantrão Lula da Silva, não precisam prestar contas a ninguém. Esse tipo de lucro pode!!?? Vejam no vídeo abaixo as diferentes posições sobre o assunto.



Enfim, politizada a Parada está até demais, político-partidarizada, melhor dizendo, com uma mínima representatividade civil LGBT. Por isso, o melhor dessa 15ª edição da Parada ficou por conta da drag queen Verônica Dimitri, 36, que encarnou a presidente Dilma Ruimseff em plena avenida. Veja a senhora Ruimseff abaixo:

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Grupo gay exalta Che Guevara em Facebook!!?? Socialismo e liberdade é um oxímoro

Nesta semana, apareceu em minha página do Facebook, um tributo ao executor comunista Che Guevara, em forma de vídeo, postado por um grupo gay (não lembro agora o nome). Incrível a lavagem cerebral que a extrema-esquerda costuma fazer na cabeça das pessoas. Aliás, historicamente a dita só soube fazer três coisas bem: mentir, roubar e matar.

Não sabem esses grupos gays que o comunismo perseguiu, encarcerou e inclusive matou homossexuais por considerar a homossexualidade um "vício burguês"? Alguém pode crer que o genocida e homofóbico Fidel Castro, seu irmão e sua camarilha de brucutus totalitários (filhinha incluso) resolveram agora virar amigos dos LGBT? E mesmo considerando a possibilidade ultrarremota de que um milagre tenha ocorrido na cabeça daquele facínora, que nem o Diabo quer lá nos infernos, pode-se esquecer tudo que ele fez? Crimes contra os direitos humanos são prescritíveis quando feitos pela esquerda?


Já disse e repito: nazismo e comunismo são irmãos gêmeos, inclusive porque Hitler era leitor de Marx e absorveu muito de seus "ensinamentos". O nazismo não se chamava nacional-socialismo por mera piração do Führer. Mesmo a ideia de assassinato em massa, tão bem assimilada por Hitler, vem, segundo consta, fundamentalmente de Marx e Engels. Cito dois trechos abaixo, desses autores, que ilustram o que digo. A segunda frase aparece no documentário Soviet History de forma mais ampla.

As classes e raças, fracas demais para conduzir as novas condições de vida, devem deixar de existir. Elas devem perecer no holocausto revolucionário. Karl Marx (The People's Paper, Londres,1856?).

A guerra de classes em termos marxistas significa que quando a revolução socialista tiver lugar haverá sociedades primitivas compostas por lixo racial que terão que ser eliminadas porque será impossível levá-las à revolução (Engels, na Nova Gazeta Renana, editada por Marx, Colônia, em janeiro de 1849).

Para não me alongar, deixo também alguns links a fim de que as pessoas conheçam a realidade da população na comunista Coréia do Norte (realidade semelhante à cubana), onde morrer de fome é costumeiro, e um pequeno vídeo sobre a propaganda nazicomunista (for fun).

E que ninguém se engane. Os herdeiros dessa "gente", entre nós, mudaram de estratégia (agora são neofascistas estruturalmente), mas seu sentimento e objetivos, ainda que atenuados, permanecem os mesmos. Socialismo e liberdade é um oxímoro.

Propaganda nazista e comunista. Incrível semelhança.

Coréia do Norte vive situação alimentar crítica
http://youtu.be/2eTUQqC1bAQ

Coréia do Norte Documentário SBT Brasil
http://youtu.be/HmgWk-MAl9g
http://youtu.be/fe15rSI8HtA
http://youtu.be/UPrUmTtoW90
http://youtu.be/bijbPl-2EpU
http://youtu.be/aFAX2ywJABc
http://youtu.be/y4-EDuo7kH0

Atualização em 27/06/11: Exército norte-coreano passa fome, diz reportagem de jornalista encoberto http://t.co/FuFcNhs

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Notas políticas e outras notas! 20/06

O destaque do dia são as notícias sobre o descarado do Kassab que traiu a "oposição" por seus interesses pessoais. Aliás, nesta eterna república das bananas, contam-se nos dedos quem tem alguma ideologia, sobretudo na política parlamentar.

O PT eternamente de olho em São Paulo já liberou o partido para fazer coligações com o futuro PSD de Kassab. E o safardana já disse que quer ajudar Dilma a se reeleger.

Realmente, no Brasil, melhor não votar em ninguém. Pelo menos, a gente não se torna cúmplice dessa casta de cínicos à revelia. Se todos deixassem de votar, o que eles iriam fazer?

Homenagem:
FHC se emociona em homenagem em SP e diz que não guarda ressentimentos - O Globo: http://glo.bo/lohNZq
Mais FHC: O Globo : 80 anos FHC http://t.co/HdROGu0

Corrupção e Politicagem:E a Dilma fazendo concessões inaceitáveis: Temos o direito de conhecer nossa História! Resgate da memória http://t.co/nqbVL8o
Pensar que votei nesse picareta do Kassab: PT se aproxima de Kassab e decide manter possibilidade de aliança em SP  http://t.co/tMbD7eu
Kassab que vá esperando meu voto de novo: Kassab diz não ver chance de aliança com PT em SP http://t.co/xtNivvK
Político no Brasil não tem qualquer ideologia: Kassab admite apoio à reeleição de Dilma em 2014 http://t.co/ya4zYjq
Aloprados: oposição quer reabrir investigação - Ricardo Noblat: O Globo: http://glo.bo/lRgwyc

Meio-ambiente:A humanidade é uma fonte de problemas: Cientistas apontam sinais de extinção em massa nos mares http://t.co/bUD3lmE
Novidades para ciclistas: São Paulo terá “ciclorotas” 24h: http://glo.bo/jrnBXo

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Notas políticas e outras notas! 17/06

Faixas como essas poderão ou não constar das marchas!!??
O destaque de hoje vai para a questão da liberação da chamada Marcha da Maconha (agora da Liberdade) pelo STF no dia 15 de junho. De fato, foi correto o STF assegurar a liberdade de debater o tema da descriminação da droga, mas, como o consumo ainda é crime, a diferença entre a liberdade de expressão e a apologia ao consumo é muito pequena e aberta à controvérsia. Citando trecho de matéria do Estadão (o link vai abaixo):

1.Qual o limite entre liberdade de expressão e apologia ao uso da droga?
É tênue. O STF decidiu que é livre a manifestação pública em que participantes queiram discutir e propor descriminalização da maconha. Mas manifestantes não podem cometer crimes na marcha. Ou seja, continua valendo o previsto no Código Penal: é crime "fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou autor de crime". Da mesma forma, é crime "induzir, instigar ou auxiliar alguém ao uso indevido de droga". Portanto, poderá ser punido quem proferir frases como "fume maconha!".

Fazer apologia significa defender alguma coisa, alguma causa ou atividade. Quando alguém faz uma marcha para defender a legalização da maconha não está fazendo apologia da droga? Continuo achando que falta definir melhor os limites da liberdade de expressão no que diz respeito ao consumo de uma droga que é criminalizado.

Comportamento:
O Supremo e a maconha http://t.co/5pSIae7
PM vai vigiar e fotografar marcha no sábado. Mas Tropa de Choque fica fora http://t.co/oLZJl7T
Internet:
Redes sociais motivam amizade e atividade política http://t.co/VY7aUj1

Política:
Sigilo de documentos de Estado precisa ser debatido. Quem tem medo da verdade? http://t.co/TfqwL4y
Lista de todos deputados q votaram contra a transparência nos gastos da copa do mundo. http://tinyurl.com/6yd2qkq
Não roube. O governo detesta concorrência.Governos: corrupção, patrimonialismo: http://t.co/Xz1nV1U

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Drogas: reprimir ou liberar?

Já era para ter escrito sobre o tema antes, quando FHC deu entrevista sobre o documentário Quebrando o Tabu, que estreou recentemente, mas acabou passando a hora. Agora, com a liberação da Marcha da Maconha pelo STF (ontem, dia 15/06) decidi dar meu pitaco sobre o assunto.

Primeiro, adianto que a droga mais forte que tomo é cafeína, na forma de capuccino e pó-de-guaraná, na hora do cansaço, seguida do álcool presente em copo de vinho para acompanhar a refeição. Destilados raramente. Enfim, sou careta. E não tenho simpatia por dependências, de qualquer coisa, nem por dependentes de qualquer coisa.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Notas políticas e outras notas! 15/06

O destaque do dia vai para o deputado Jair Bolsonaro novamente às voltas com processos por falta de decoro parlamentar. Bateu boca com Marinor do PSOL, quando da primeira tentativa de discussão do PLC 122 desengavetado. Na ocasião, enquanto Marta Suplicy dava entrevista, Marinor cedeu às provocações do bruto e perdeu as estribeiras, chamando-o de corrupto e homofóbico. Ele respondeu com a truculência habitual e a senadora o processou. E ele não se emenda. Ao comentar o novo processo, disse que Marinor é heterofóbica, um trator que não tem feminilidade e não deve ter um macho. 

Não concordo com a cassação de Bolsonaro porque existem inúmeros corruptos no Congresso que não são cassados. Não há credibilidade para esse Congresso cassar ninguém, mas uma suspensão gorducha cairia bem para o senhor boçalnaro.

Política:
Análise do governo Dilma: Fantasia e realidade http://t.co/1m8pkRt
E entre tantas besteiras que diz e faz, Dilma deu uma dentro: Respeito à História http://t.co/18jntph
Naturalmente: Sarney e Collor não querem revelar segredos de seus mandatos, diz OAB http://t.co/e31V1G1

Cultura, educação e internet:
Mostra Hitchcock a partir de hoje até fim de julho no Cinesesc Brasil http://bit.ly/jWLTMT
Itália vai mesmo recorrer contra concessão de refúgio a homicida: http://bit.ly/iobL3D
Para Gustavo Ioschpe, não é o aumento percentual do PIB para o setor que vai qualificar a educação - EXAME.com http://t.co/q9xi32Z
285 livros grátis sobre Internet, redes sociais, comunicação, tics, educação, periodismo e cultura digital | Humano Digital: http://bit.ly/jeTOn3

Cidadania:
Outro processo na conta do boçalnaro! Conselho de Ética instaura processo contra Bolsonaro -   http://bit.ly/jFy8sO
Consulta pública;Você no Parlamento é aberta à população: ADOTE UM VEREADOR - SP: http://bit.ly/jXHCfW

Consciência cidadã: divulgando o peso dos impostos em nossas vidas!

Posto abaixo a reportagem, apresentada no Jornal Nacional de 10/06/2011, sobre o peso dos impostos no orçamento de duas famílias, uma do Rio de Janeiro e outra de São Paulo. Participam da matéria, explicando a verdadeira roubalheira dos impostos (já que não temos retorno em termos de serviços públicos minimamente decentes), o advogado tributarista do Instituto Millenium, Paulo Uebel, e o presidente do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário. 

Acho super-importante divulgar essas iniciativas, pois elas são passo fundamental na formação de uma consciência cidadã.

terça-feira, 14 de junho de 2011

Notas políticas e outras notas! 14/06

O destaque de hoje vai para as comemorações do aniversário de Fernando Henrique Cardoso, responsável pelas mudanças sócio-econômicas que mudaram o Brasil para melhor. A despeito de toda a demonização do presidente pelo lulopetismo, sobretudo na pessoa do medíocre e desprezível Lula da Silva, o mérito de FHC vem sendo finalmente reconhecido. Até Dilma, que se esforça para estabelecer distância de seu "criador", mandou carta de parabéns ao presidente, reconhecendo sua inestimável contribuição na construção do Brasil que temos hoje e que estaria bem melhor se o petismo não tivesse chegado ao poder. Nos links abaixo, endereço do site onde você pode cumprimentar FHC.

Outros destaques são a Marcha pela Ética que ocorrerá sábado, no Parque do Povo, aqui em Sampa e o poema de Ayat Al-Gormezi, em protesto contra a ditadura do Bahrein, seu país natal, que lhe rendeu prisão por um ano: Somos as pessoas que vão matar a humilhação e assassinar a miséria. Somos as pessoas que vão destruir as fundações da injustiça. Vocês não ouvem seu choro, não ouvem seus gritos? Fora Hamad!!

Aniversário de FHC
Vamos dar parabéns a quem merece! Niver de 80 anos de FHC: http://bit.ly/lBBhew
Mensagem de Dilma para FHC prova que a oposição oficial sabe perder como ninguém: http://bit.ly/jNHmbM

Comportamento
Cidadãos indignados farão sábado “Marcha pela Ética” em São Paulo — e o movimento se espalha para o Rio e Floripa: http://bit.ly/jAcjSp
Bahrein: um poema, um ano de prisão » Arquivo http://t.co/IrdQiRU Fotos de fãs de تضامناً مع آيات القرمزي: http://on.fb.me/ljJLw6 

Política
O governo se curva a Collor e Sarney, adia a descoberta da verdade e garante o sono dos novos amigos de infância de Lula: http://bit.ly/kLa3
Os milagres da cirurgia plástica. Pena que ainda não inventaram nada parecido para problemas de caráter: Ideli Salvatti em seis versões: http://bit.ly/iRJRNw
Ideli e a Arte do impossível http://t.co/HG4rNFw
 A CPI de Palocci, o “querido companheiro”: http://t.co/EEwMcAD

Internet
Google leva busca por voz a computadores pessoais http://bit.ly/kX3AIH

Homofobia: por um conceito amplo ou restrito?

Dizem os estudiosos que vivemos há pelo menos 5000 anos no sistema patriarcal, assentado na supremacia masculina, com os homens como figuras detentoras de autoridade e privilégios, na sociedade, em detrimento das mulheres. Esse sistema, por sua vez, assenta-se na família patriarcal e na heterossexualidade obrigatória, tida como única forma "normal" de relacionamento erótico e afetivo entre as pessoas. Embora ligeiramente abalado do último século para cá, com a mudança no estatuto das mulheres e as reivindicações de grupos homossexuais por igualdade de direitos, este sistema continua vigente e permeia tudo que nos circunda, inclusive nós mesmos. Então, seríamos obrigados, ao fazer uma leitura radical desse contexto, a considerar tudo como sexista e heterossexista e consequentemente preconceituoso, o que é inviável.

Por isso, na minha opinião, o conceito de homofobia necessita de definição precisa, objetiva, com a qual a sociedade concorde, para ser passível de se tornar crime. Sem uma definição dessa natureza, ficamos à mercê das subjetividades, e cada um(a) vê e sente as coisas de uma forma, tanto que aquilo que me ofende não ofende igualmente a outra pessoa ou sequer a ofende. Obviamente, me refiro aos casos, tidos como preconceituosos, de anúncios comerciais, declarações de celebridades, entre outros mais light, e não a crimes de ódio, mesmo porque o estudo desses crimes estabelecerá sua motivação, possibilitando separar-se o joio do trigo. Assim, considero fundamental haver, na análise de qualquer situação de homofobia, pelo menos um sujeito homossexual presente e/ou referências (negativas) incontestáveis à homossexualidade. Fora dessas especificações, pondero que entramos no terreno das especulações subjetivas, um verdadeiro pântano, onde se atolar é muito fácil.

Sobretudo, vejo o patrulhamento ideológico das pequenas falas, realizado por muitos ativistas homossexuais hoje em dia, como profundamente contraproducente à luta pelos direitos LGBT, pois cria antagonismos desnecessários e passa uma imagem de fanatismo da militância. O objetivo a conquistar é o da igualdade de todos perante a lei, via a oficialização dos direitos civis das pessoas homossexuais e, no máximo, o do reconhecimento da homossexualidade, da bissexualidade, etc., como variantes da sexualidade humana, pois é o que são aliás.

Fora isso, me parece extrapolação da função do ativismo - e fonte da oposição ao alcunhado kit antihomofobia, por exemplo - sair-se pregando contra a heteronormatividade, entendida pela maioria como heterossexualidade simplesmente. A maior parte das pessoas acha que combater a norma heterossexual - pelo seu caráter de obrigatoriedade - é o mesmo que combater a heterossexualidade. Daí não precisa um grande salto intelectual para imaginar que se quer fazer propaganda da homossexualidade, em programas de educação sexual, em vez de simplesmente combater o preconceito contra a mesma. Há formas e formas de se dizer e fazer as coisas. Impor conceitos e jargões do ativismo à sociedade só gera confusões.

Parodiando Martin Luther King, prefiro pensar que um mundo justo será simplesmente aquele onde as pessoas não serão julgadas por detalhes insignificantes como a cor da pele, o sexo ou a orientação sexual e sim pelo conteúdo de seu caráter. Não quero substituir uma norma por outra, preconceituosos heterossexuais por preconceituosos homossexuais. Melhor construir pontes do que levantar muros.

Nota: Aproveito para convidá-los a ler dois textos sobre direitos homo de uma perspectiva liberal, com a qual me identifico em boa parte: União homoafetiva: uma pequena vitória para a liberdade: http://bit.ly/iCpBV0 União estável, homofobia e igualdade de direitos: http://bit.ly/k9ZzAz

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Notas políticas e outras notas! 13/06

Os negócios do governo brasileiro
O destaque de hoje vai para artigo, publicado na Revista Época, sobre o tamanho do Estado brasileiro, numa interferência de tal ordem que pelo menos 675 empresas fazem negócios com o governo. O Estado petista cada vez se assemelha mais a uma espécie de neofascismo, na base do  Tudo no Estado, nada fora do Estado, nada contra o Estado. E quem paga a conta alta da lambança do governo com esses capitalistas de estado (safados ambos) somos nós, o povão escravizado pelos impostos mais altos do planeta.

Outro destaque vai para o aniversário de 80 anos de Fernando Henrique Cardoso. Veja no artigo FHC merece parabéns o porque de cumprimentar o ex-presidente nesta data tão simbólica.

No mais, o governo Dilma segue nas concessões a fisiológicos de várias naturezas em busca da tal governabilidade, eufemismo para falta de vergonha na cara simplesmente.

Política Nacional:
FHC merece os parabéns
Dilma cede a pressões e agora quer manter sigilo eterno de documentos
Nova fase do governo é uma tremenda incógnita - CBN:
Ideli dando vazão ao fisiologismo. Ministra assume com promessa de 'limpar prateleiras'
Outra concessão da Dilma: Soviéticos do Itamaraty impedem encontro entre Dilma e Ebadi - CBN: http://glo.bo/lwlUJu
Mais um escândalo petralha! Escândalo ameaça extrapolar Campinas http://t.co/MSfMNeT

Economia:Ótima leitura: Interferência estatal na economia: 675 empresas dependentes. Rodrigo Constantino: Estado Ltda. http://t.co/EQYxWjP

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Notas políticas e outras notas 10/06

Ideli Salavatti e seu beijo em Sarney
A notícia de destaque do dia ficou por conta da indicação de Ideli Salvatti, Ministra da Pesca, para a Secretaria de Relações Institucionais no lugar de Luiz Sérgio (que foi para a Pesca). Um troca-troca de fato. Agora, teremos, na linha de frente do governo, Dilma Rousseff + Gleisi Hoffmann + Ideli Salvatti, três senhoras conhecidas por serem cascas-grossas, nenhuma delas com jeito para articulação política. Vamos ver se esse arranjo permanece. Tá feia a coisa!

Enquanto isso, a não-extradição do terrorista Césare Battisti para Itália continua reverberando muito mal. Destaque para o vídeo de parlamentares da oposição e do caquético Suplicy sobre o tema. Os juízes do STF decidiram libertar o bandido, por pressão política do esquerdismo tipo viúva do Muro de Berlim, infelizmente ainda em voga na América Latrina.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Notas políticas e outras notas 09/06

Eduardo Gianetti
Destaco trecho da ótima entrevista do economista Eduardo Gianetti da Fonseca, no Roda Viva, de 30 de maio, sobre nosso país, sua história política e econômica e nossos problemas sociais.

Nas notícias do dia, destaque para a vergonhosa decisão do STF de deixar o terrorista Césare Battisti permanecer no Brasil, afrontando a Itália e sondagens do governo Dilma sobre seu futuro(a) articulador(a) política.

No mais, o dia mais frio do ano em São Paulo, e olhe que estamos apenas no outono. O que nos aguarda então no inverno?!

Admirável Mundo Novo: Inventores criam orelhas de brinquedo que reagem a ondas cerebrais

Brinquedo japonês capta ondas cerebrais; venda deve começar até o fim do ano.

Os japoneses continuam extrapolando em termos de tecnologia, a despeito dos muitos pesares que enfrentaram recentemente com terremotos e tsunumanis. Impressionante, aliás, como a imprensa relega temas candentes, como a tragédia ocorrida no Japão no começo do ano, ao mais completo esquecimento. Como estão as coisas por lá?

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Notas políticas e outras notas 08/06

Gleisi Hoffman
A novela palocciana teve fim com a demissão do Ministro da Casa Civil e sua substituição pela senadora paranaense Gleisi Hoffman que, segundo consta, já estava pedindo a cabeça de Palocci há algum tempo.

Hoje ela foi empossada, Dilma lacrimejou ao despedir-se de Palocci, a plateia amestrada aplaudiu o ex-ministro, e ele foi garantir seu cargo de conselheiro na PeTrobrás. Agora, precisa-se ver se Gleisi, conhecida como pitbull no Senado, será capaz de fazer alguma articulação política.

E no Rio, Sérgio Cabral, além de ter trocado os pés pelas mãos no episódio dos bombeiros, ainda implementou cotas para negros e índios em concursos públicos. A mamataria impera.

terça-feira, 7 de junho de 2011

Notas políticas e outras notas 07/06

Palocci passou as últimas semanas roubando a cena e as manchetes da imprensa por seu enriquecimento fabuloso. Hoje, enfim, Palocci pediu demissão agora à tarde, uma forma de fugir da CPI que o Congresso tentava criar para fazê-lo dar explicações sobre suas "consultorias".

Dilma de imediato já convidou Gleisy Hoffman para a Casa Civil. Vamos ver quanto essa dura. E aguardemos os próximos capítulos da novela de terror da petelândia.

Revelação do jazz, Jane Monheit canta a boa música brasileira

Jane Monheit é uma das jovens cantoras da atual fase de renovação do jazz e de sua recuperação junto ao público. Tem 33 anos e, desde 2000, já lançou 11 CDs, sendo o último, de 2010, chamado Home. Deixo aqui link para o site oficial da moça a fim de que os de bom gosto a conheçam.

Como cantora de jazz  que se preza, Jane aprecia música brasileira, principalmente em sua versão  mais jazzística que é a bossa-nova. Posto abaixo 3 vídeos, onde ela canta Começar de Novo, em português, Chega de Saudade e Dindi, em versões para o inglês.

Ainda prefiro Diana Krall pelo tom de voz e por ser menos dada aos típicos floreios jazzísticos que não me fazem muito a cabeça. Entretanto, sem dúvida, Jane Monheit é para se ouvir com prazer, o prazer que a gente só sente quando aprecia algo de real qualidade.





segunda-feira, 6 de junho de 2011

Notas políticas e outras notas 06/06


A agonia do Ministro da Casa Civl, Antonio Palocci, continua, mas, ao que tudo indica, seus dias estão contados. Não tem apoio entres os "cumpanhero" do partido do trambique, não conseguiu se explicar na TV e, ainda por cima, a revista Veja trouxe a público mais uma história de apartamentos e empresas em nome de uns seus laranjas. E sua presença está ameaçando o poder do PT, agora às voltas com outro partido-bandido à sua altura, o PMDB.

O Brasil é governado por bandidos! Laranja de Palocci em ação!

Dayvini Costa Nunes
Dayvini Costa Nunes foi transformado em laranja do Ministro da Civil, Antonio Palocci, em algumas de suas falcatruas denunciadas, neste fim de semana, pela revista Veja. Entrevistado por repórter da publicação, Dayvini se revela surpreso com o fato de ter em seu nome empresa e apartamentos. Posteriormente, deve ter recebido um contato amistoso da turma do Palocci e calculado que ganharia mais sendo desonesto, provável conhecedor da história do caseiro Francenildo, a quem Palocci já perseguira em outra feita.

Este é o triste quadro do Brasil de hoje após quase uma década de lulopetismo impune. Somos governados por uma verdadeira versão brasileira da Cosa Nostra italiana. O vídeo abaixo resume bem a história. E a pergunta é: Até quando, Brasil, suportaremos bovinamente esses escândalos?

domingo, 5 de junho de 2011

Notas políticas e outras notas! 05/06

O destaque de hoje fica por conta da estreia do filme X-Men: Primeira Classe que remonta às origens de alguns dos principais personagens da série. Postei vídeo abaixo.

Na política, à parte a corrupção de sempre (e Palocci está mais enrolado do que nunca), o destaque vai para a greve dos bombeiros do Rio por melhores condições de trabalho.

E em meio-ambiente e comportamento, destaco dois tópicos que desmontam a falação dos fanáticos cristãos contra a homossexualidade: primeiro, os casos de pedofilia são majoritariamente heterossexuais e

sábado, 4 de junho de 2011

Notas políticas e outras notas! 04/06

Hoje tem A Marcha das Vagabundas, quando as mulheres vão às ruas vestidas como prostitutas (com o estereótipo das prostitutas), ou de qualquer jeito, para dizer que não é a forma como a mulher se traja que provoca o estupro. Quando: sábado (4/6); Onde: Praça dos Ciclistas, na avenida Paulista (São Paulo); Horário: Das 14h às 17h Veja a página das organizadoras da Marcha para saber mais. http://on.fb.me/leSBZN

E o Ministério da Des(Educação), depois de atacar a língua portuguesa, resolveu lançar livro de matemática onde 2 + 2 = 5.

E o Ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, foi ao Jornal Nacional e a Globo News, falou, falou e falou e não explicou nada sobre seu incrível processo de enriquecimento no prazo recorde de 4 anos. As análises indicam que cairá loguinho. Bom sábado!

Comportamento: ''Marcha das Vagabundas'' ganha versão brasileira neste sábado. http://bit.ly/lJPaCf
Estado interferindo na vida sexual das pessoas: Projeto de lei pretende punir quem pagar para fazer sexo. http://bit.ly/jTSMCI

Educação: MEC abre sindicância para apurar falha em livro com erros grosseiros de matemática - via @JornalOGlobo http://t.co/f96j9Nk
Serviço de utilidade pública: Twitter a serviço da população. http://bit.ly/kWhrco

Política:
Lula, para variar, sem senso de medida: Lula, o impertinente http://t.co/3h8gyay
Palocci foi a TV e não explicou nada: Sem convencer - Merval Pereira http://t.co/Q2ZxiSc
Renata Lo Prette acha difícil Palocci continuar no governo - http://glo.bo/mfZl1o
Dilma já discute como será governo sem Palocci - http://bit.ly/lv8g4x

Da série "bobagens necessárias": Morcegão assusta cidade! \lol/

Morcegão "aterroriza" habitantes de cidade em vários locais e situações.

Sustos e reações variadas (algumas iradas) contra esse parente de Drácula.

Hilário!

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Notas políticas e outras notas! 03/06

Antonio Palocci continua roubando a cena nas manchetes da mídia nacional, agora na fase de fritura pelos cozinheiros de seu próprio partido. Na ética petista, roubar só para si, sem dividir o fruto do saque com o resto da cumpanherada, é crime e merece punição. Os petralhas já murmuram novos nomes para substituir Palocci, considerando sua queda - de novo - mera questão de tempo. Hoje, o ainda ministro da casa civil irá ao Jornal Nacional dar explicações sobre o inexplicável.
Abaixo também links que atestam o que parece ser uma virada conservadora aqui no Brasil e no mundo. Quando não estamos às voltas com as viúvas do Muro de Berlim, temos que encarar o retorno dos Torquemadas!?

Política nacional: Palocci nos estertores: Situação crítica: http://t.co/Qu3jy3a
Rifado pelo PT, última cartada de Palocci será explicação pública http://t.co/O16BYOX
Palocci falará hoje ao Jornal Nacional" http://bit.ly/iqmKx9
E Dilma faz o que fez FHC, sempre tão criticado pela famiglia petista: A privatização dos aeroportos http://t.co/5tJiIkq

Política internacional: "Alternativas no Peru são inaceitáveis" http://bit.ly/me7dP9
Direitistas são favoritos em eleição portuguesa http://bit.ly/kwClji

Comportamento:
Ótima análise da sociedade brasileira a partir do caso Palocci: ‘Somo tudo palaciano’: http://t.co/oYSZ22s
Conservadorismo também ameaça democracia brasileira: PSDB teme custo eleitoral de fala de FHC sobre maconha http://bit.ly/k0YBT2
Conservadorismo também ameaça democracia brasileira 2: Bancada quer novo projeto sobre homofobia: Proposta de senador evangélico pretende criminalizar apenas agressão física a gays. http://bit.ly/lEa0A6

Retrospecitiva Dia da Liberdade de Impostos! Veja como foram as atividades!

Foi ampliada e bem mais visível a campanha do Instituto Millenium e várias outras organizações a fim de tornar evidente a absurda carga tributária que, nós, brasileiros, pagamos, sem ter retorno governamental na forma de saúde, educação e infraestrutura de qualidade (citando o mais básico). Parece que estamos nos tempos de Tiradentes às voltas com o colonizador português que espoliava tudo que nossos antepassados produziam, o que levou à Inconfidência Mineira.

Abaixo, vejam dois vídeos que registram as atividades ocorridas no dia. Cliquem aqui também para acessar o clipping do Millenium sobre o assunto. E aqui para acessar a tabela dos impostos embutidos em inúmeros produtos. A conscientização do quanto o governo nos tira, na forma de impostos, é o primeiro passo para cobrar do mesmo o que ele nos deve.

Para finalizar, veja as propostas do coordenador do Movimento Brasil Eficiente, Paulo Rabello de Castro, em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo, sobre a tributação brasileira: ”Precisamos agora de uma simplificação fiscal”.




quinta-feira, 2 de junho de 2011

Admirável Mundo Novo: propaganda, em 3D, de smartphone, em fachada de prédio em Berlim!

Enquanto as viúvas do Muro de Berlim, os carecas do ABC, os servos de Deus e os mártires de Alá se digladiam para ver quem consegue impor seu fanatismo ao mundo, a tecnologia segue em linha reta criando maravilhas em tantas áreas que seria necessário um livro para enumerá-las.

Na área das artes visuais, o 3D é a grande estrela do momento, saltando das telas de cinema para as telas de TVês, jogos, smartphones e.... fachadas de prédios. E foi exatamente para lançar seu smartphone LG Optimus que a LG fez uma apresentação na fachada de um prédio em Berlim de arregalar os olhos. Incrível! Logo será difícil distinguir o mundo real do virtual.

Cliquem, no vídeo abaixo, nas quatro setinhas, para assistir em tela inteira e aproveitar melhor os efeitos visuais. Legal mesmo.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

União estável, homofobia e igualdade de direitos

No Brasil, pelo que observo, temos mais conservadores e liberais-conservadores do que liberais propriamente ditos. Daí que se encontram poucos textos de apoio aos direitos homossexuais vindos de gente que não se considera esquerdista. Pelo contrário, sobressaem-se textos eivados de pré-conceitos ultrapassados sobre a sexualidade humana, de origem religiosa, incompatíveis com o mundo atual.
Por isso, publico, nesta semana, textos sob as uniões homossexuais vindos de dois autores liberais. Um deles, intitulado União homoafetiva: uma pequena vitória para a liberdade, de Magno Karl, originalmente publicado no site do OrdemLivre.org, postei na segunda-feira. O outro, que segue abaixo, União estável, homofobia e igualdade de direitos é da Monica Magalhães, também publicado originalmente no OrdemLivre.org

União estável, homofobia e igualdade de direitos
Com a decisão do STF de reconhecer a união estável entre casais homossexuais, o Brasil progrediu. O progresso em direção a uma sociedade mais liberal e de igualdade perante a lei ocorre quando distinções arbitrárias que limitam os direitos de alguns são reconhecidas como tais, e abandonadas. Uma vez que se reconhece que um negro é tão humano quanto um branco, tem os mesmos direitos naturais e a mesma capacidade de escolher como viver sua vida, deixa de ser coerente reconhecer os direitos e liberdades dos brancos mas manter os negros na escravidão. Uma vez que se reconhece que uma mulher é tão capaz quanto um homem de compreender e participar da vida pública, deixa de ser coerente reconhecer os direitos políticos dos homens mas recusá-los às mulheres. Da mesma forma, uma vez que se reconhece que um casal homossexual constrói uma vida em comum com o mesmo compromisso emocional e interdependência material que se estabelece entre um casal heterossexual, deixa de ser coerente negar-lhes os mesmos direitos e obrigações que são atribuídos a um casal heterossexual a partir do momento em que a união estável se constitui.

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites