Curso de extensão da USP

sobre Judith Butler e Michel Foucault

O sequestro do termo "gênero":

uma perspectiva feminista do transgenerismo

Mulheres na Ciência

Estudantes criam bactéria que come o plástico dos oceanos

Mulheres na Ciência:

Duas barreiras que afastam as mulheres da ciência

quinta-feira, 31 de março de 2011

Voto em lista fechada: desempoderando a sociedade!

Não é preciso ser genial para entender a razão pela qual o PT é favorável ao voto obrigatório: os cidadãos iletrados, um dos currais eleitorais do partido, tenderia a não ir às urnas caso o voto passasse a ser facultativo. Também não é difícil entender porque o partido defende o voto em lista fechada: o eleitor deixa de votar em quem quer para votar no que o partido quer. Neste esquema, o partido define previamente a lista de pré-candidatos por ordem, e o eleitor então vota no partido com a lista de candidatos na ordem determinada pela legenda. Não há como escolher sequer a ordem. Trata-se de uma boa maneira de se eleger mais facilmente os Delúbios da vida, entre outros mensaleiros.

terça-feira, 29 de março de 2011

Jair Bolsonaro dá a maior marcada e pode ser processado por racismo!

Jair Bolsonaro
O deputado do Partido Progressista (?!), Jair Bolsonaro, conhecido por sua truculência, foi parar no "CQC" dessa segunda-feira e se deu mal.  Conhecido por combater os direitos homossexuais, embora pregue não ser homofóbico, enveredou desta vez pelo racismo ao que tudo indica numa grande marcada.

Bolsanaro parece representar a si mesmo e já decorou algumas frases de efeito sempre que o tema é homossexualidade. Quando a filha de Gilberto Gil, Preta Gil, perguntou ao deputado como ele reagiria se seu filho namorasse uma negra, parece ter confundido o script e se saiu com a seguinte pérola: Preta, não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco porque meus filhos foram muito bem educados e não viveram em ambiente como lamentavelmente é o teu.

Como promiscuidade nada tem a ver com cor de pele, parece que ele - no automático - veio com sua ladainha de sempre de relacionar homossexualidade com promiscuidade. De qualquer forma, mesmo considerando essa hipótese provável da confusão do script, seja por racismo ou por homofobia, ele atacou a família da cantora, onde não haveria gente bem educada como na casa dele, ou seja, não-homossexual ou não-negra!

E aí fedeu. Preta Gil diz que vai acionar advogado para tomar providências jurídicas, contra o deputado federal,  por racismo. No twitter e em outras redes sociais, não se fala de outra coisa (além da morte de José Alencar). Naturalmente, a patrulha do ideologicamente correto está em êxtase com a possibilidade de trucidar o deputado. Se por qualquer bobagem, estão querendo processar Deus e todo mundo, imagine por uma declaração tão despropositada e grosseira como essa. Sem dúvida, é de gente estúpida como esse Bolsonaro que os xiitas das militâncias mais precisam. 

A única coisa aproveitável do discurso dele foi quando disse que Fernando Henrique Cardoso, ao privatizar a Vale, traiu o Brasil. Essa é a mesma opinião dos petistas, o que serve para demonstrar como os autoritários são parecidos. Aliás, não há nada tão semelhante ao petismo como a ditadura militar que Bolsonaro tanto admira: ambos foram/são estatistas, patrimonialistas, oligárquicos, nacional-desenvolvimentistas, corruptos (os militares eram menos que os petistas) e autoritários. Ambos ferraram/estão ferrando o Brasil! Abaixo o vídeo da entrevista!

segunda-feira, 28 de março de 2011

Um blog de um milhão de reais e o mano Caetano!

Menos, Bethânia!
 Veio a público, via jornais, blogueiros, redes sociais, o espantoso caso do blog de poesias de mais de um milhão de reais da cantora Maria Bethânia. O mais espantoso é que esse blog de ouro resultou de projeto aprovado pelo Ministério da Cultura via isenção de tributos fiscais. Ou seja, as empresas que patrocinarem o blog de poesias de Bethânia podem utilizar a isenção fiscal  em até 100% do valor do patrocínio no Imposto de Renda, o que significa dinheiro público financiando uma artista que, por sua notoriedade, poderia obter apoio pela via estritamente privada. Pior, desse dinheiro, 600 mil estão alocados para Bethânia dirigir a si mesma no projeto. Pior ainda, ficou-se sabendo que, desde 2006, Bethânia vem realizando projetos dessa natureza, tendo já recebido licença para captar cerca de 10 milhões em recursos, entre empresas, via Lei Rouanet. Ela e outras celebridades vêm recebendo esse tipo de "apoio" nos últimos anos.

A história virou uma grande polêmica não porque Bethânia tenha cometido uma ilegalidade (o projeto está de acordo com a lei), mas pela falta de ética da cantora de estar usando recursos públicos para projetos pessoais, fora a exorbitância cobrada na execução do tal blog de poesias. Só para dar um exemplo do mal uso do dinheiro público neste caso, basta lembrar a existência de milhares de bibliotecas públicas, necessitadas de reformas, aumento de acervo, mas que não obtêm verba oficial para realizar esses trabalhos de recuperação e ampliação. Isso sem falar de tantas outras que poderiam ser construídas com esse mais de um milhão de reais do blog da Bethânia.

De qualquer forma, o assunto já tinha até dado uma desaquecida quando ontem o irmão de Bethânia, Caetano Veloso, resolveu botar mais lenha na fogueira, saindo em defesa da irmã supostamente tornada bode-expiatório da imprensa, de blogueiros e das redes sociais. Como é difícil defender o indefensável, em texto para o Globo, intitulado Eu também tenho fígado, Caetano partiu para a desqualificação dos críticos da atitude da irmã (gente que vive grudada à rede cheia de rancor, ignorância e vontade de aparecer)também afirmando que as críticas derivariam de um despeito pela capacidade criativa da mesma (Bethânia e Chico não foram alvejados por sua inépcia, mas por sua capacidade criativa). Chico Buarque entrou na história porque recebeu um prêmio Jabuti não pelos méritos literários de seu livro Leite Derramado mas por seu apoio à eleição de Dilma Roussef. Fizeram um abaixo-assinado sarcástico para que ele devolvesse o prêmio. Daí a menção ao compositor por parte de Caetano.

Enfim, baixaria do baiano, já que a criatividade de Bethânia não foi colocada em cheque mas sim seu uso de dinheiro público para projeto particular que seguramente poderia contar com recursos da iniciativa privada. O que irritou Caetano foi constatar que a população brasileira da Internet não aceitou pacificamente ver a mana Bethânia sendo subsidiada com dindim do povo. Afinal, o dinheiro é nosso, e achamos que, na ordem das prioridades, há coisa muito mais importante para o Ministério da Cultura financiar ou autorizar a "captar"  com isenção de impostos.

Muito triste ver gente de qualidade artística indiscutível, como o próprio Caetano, a Bethânia, o Chico, entre outros, metidos nesse tipo de mamataria. Estamos ficando sem ídolos. Aliás, tem sido na base do comprar todo o mundo que o petismo vem degenerando a sociedade brasileira em seu grande sonho de se manter eternamente no poder. O que nos consola é ver que a sociedade ainda tem a capacidade de chiar e muito (a chiadeira já conseguiu pelo menos baixar o valor do projeto do blog de poesias). Deixo abaixo dois vídeos sobre o tema, um satarizando Bethânia; o outro dirigido ao Caetano e seu texto raivoso. Recomendo ainda a leitura do texto do Reinaldo Azevedo comentando o artigo de Caetano.



quinta-feira, 24 de março de 2011

Hugo Chávez diz que capitalismo e imperialismo extinguiram vida em Marte!

Hugo Chávez já culpou os EUA e o capitalismo por muitas coisas: o terremoto no Haiti, as enchentes na Venezuela e agora o fim da vida em Marte. Provocou risos até em seus cúmplices que o escutavam, como se pode ouvir no vídeo abaixo.

Mas essas absurdidades não são privilégio do bufão. Agora mesmo, durante a passagem de Obama pelo Brasil, grupos ligados à esquerda anacrônica, viúva do muro de Berlim, foram para as ruas com a mesma conversa anticapitalista, anti-imperialista e anti-americana, atirando coquetéis molotov contra a embaixada americana no Rio e ferindo um dos seus funcionários.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Jovens nasceram para contestar: música Libertário-Agorista

Num momento em que a gente vê tanta gente jovem (embora velha de cabeça)apoiando o esquerdismo autoritário e sonhando em virar funcionário público oficial ou indicado, cidadão monitorado e infantilizado pelo Estado-pai (ou mãe), é auspicioso ver garotos indo na direção contrária, na direção da liberdade que geralmente tanto agrada à juventude.

Daí divulgo o vídeo do Eric Duarte com a música que ele chama de Primeira música Libertário-Agorista na língua portuguesa e o link de sua página na Web,intitulada Sociedade Voluntária. Bem anarco-punk-capitalista!

segunda-feira, 21 de março de 2011

Vargas Llosa, polêmica na Argentina e o antídoto contra o populismo autoritário

Vargas Llosa
O escritor peruano Mario Vargas Llosa (clique aqui para ir até o site oficial do escritor), prêmio Nobel de Literatura de 2010, foi convidado a abrir a 37ª Edição da Feira do Livro de Buenos Aires (de 21 de Abril a 9 de Maio), um dos eventos culturais mais importantes da Argentina que reúne anualmente mais de um milhão de pessoas. Por ser liberal e crítico do governo da presidente Kirchner, o convite a Llosa foi seguido de grande polêmica, encabeçada pelo diretor da Biblioteca Nacional da Argentina, o sociólogo e filósofo marxista Horácio González, e apoiada por outros intelectuais esquerdistas e peronistas. Segundo o grupo, Llosa não deveria ser convidado uma por suas críticas ao atual governo argentino e outra por "sua posição politica liberal e reacionária, inimiga das correntes progressistas do povo argentino". 

Nas palavras de Nélson Motta, que escreveu uma crônica sobre o assunto chamada O tango do absurdo: Não é só um episódio pequeno e constrangedor para os portenhos, é uma concentração de sintomas das doenças crônicas da América Latina: o nacionalismo, o populismo e o autoritarismo, que antes eram de direita, agora são de esquerda, sempre em nome da Pátria. Como se houvesse um "autoritarismo do bem" e um "do mal", e as pessoas fossem divididas entre boas e más.
 

sexta-feira, 18 de março de 2011

Arte com meu nome: M.I.R.I.A.M. X Vhils aka Alexandre Farto


Passeando na Web, encontrei o vídeo abaixo e parei para ver porque o título tem iniciais que formam meu nome. Gostei do que vi e ouvi (é um making of de um mural) e procurei o autor, o Alexandre Farto aka Vhils que faz trabalhos em diferentes tipos de superfície, como paredes (como o da imagem acima), metais, madeiras, etc., e com diferentes mídias, tudo bem interessante. Clique aqui para seguir até a página do Alexandre e confira a criatividade do rapaz. I like it!

Orelha Negra - M.I.R.I.A.M. X Vhils aka Alexandre Farto from Vhils on Vimeo.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Robôs, cada vez mais humanos!

Robô DK (à direita) à semelhança de seu criador (à esquerda)
Um Geminóide ou robô-gêmeo é desenhado para parecer um ser humano, o ser humano que o criou. Ele é controlado, através de um sistema de computador, para replicar os movimentos faciais de seu operador.

Por muitos anos, os robôs foram associados ao trabalho em fábricas, fundamentalmente como ferramentas, mas agora, assim como ocorreu com os computadores,  passam a ser associados aos dispositivos de mídia.

terça-feira, 15 de março de 2011

Prece pelo Japão!

Há pouco mais de um mês, no dia 10 de fevereiro, havia feito uma postagem sobre os japoneses intitulada Até em Comercial de Cerveja os Japoneses fazem bonito (clique aqui para ver), onde deixo bem clara minha admiração por esse povo incrível, capaz de feitos impressionantes.

Na sexta-feira à tarde (aproximadamente 3 horas da manhã  para nós), o Japão foi atingido por um terremoto de quase 9 pontos na escala Richter, seguido de uma devastadora tsunami. Só me dei conta do assunto no sábado e desde então, como a maioria das pessoas no mundo, estou sob o impacto das imagens aterradoras do desastre que se abateu sobre a nação dos samurais. Fora que a catástrofe também afetou a usina nuclear de Fukushima, impedindo a refrigeração de seus reatores, o que vem causando explosões e vazamento de radiação para o meio-ambiente. Desgraça pouca é bobagem.

Cidades inteiras na costa nordeste do país foram varridas do mapa, e os sobreviventes estão padecendo com falta de comida, abrigo, eletricidade, combustível. Não se sabe ainda o número de mortos, mas devem passar facilmente dos 10.000. Em algumas cidades, metade da população está desaparecida. Apesar de todo o preparo e a organização que os japoneses têm para lidar com esses dramas, já que o país se situa numa região de atrito entre duas placas tectônicas e já se viram às voltas com terremotos, tsunamis, vulcões e tufões várias vezes, uma catástrofe dessa magnitude não estava prevista. Enfim, nem os japoneses podem com tanto.

O mundo está se mobilizando para ajudar esse grande país nesse momento de necessidade e profunda tristeza. Para os que buscam o paradeiro de parentes no Japão (em São Paulo temos uma grande colônia japonesa) entrar no site da Cruz Vermelha é uma boa estratégia (clique aqui). Quem quer ajudar, pode fazer doações através da comunidade nipo-brasileira (clique aqui). A Cruz Vermelha brasileira também está recebendo doações (clique aqui).

Nessas horas, sempre tem alguém para dizer que é melhor ajudar o Paraná, afetado por enchentes, que o Japão é rico, etecetera. Mas não há como comparar as enchentes do Paraná, onde morreram duas pessoas, mesmo que existam milhares de desabrigados, com a devastação ocorrida no Japão, onde até agora o número de mortos está em 1800 e seguramente passará dos 10.000. E não são só as perdas humanas. Várias cidades foram devastadas. Nem se tem ideia quando e se algum dia voltarão a ser reerguidas. Então, quem puder doar para ambos que o faça. Quem não puder, use a tag #prayforjapan no twitter e faça uma prece com todo o coração para que os japoneses consigam se superar mais uma vez.

Abaixo, vídeos que dão a dimensão da tragédia. Parece cena do filme 2012, aquele em que o mundo termina. Minha prece pelo Japão. Que Kannon, a bodisativa da compaixão, no zen-budismo japonês, apiede-se de seu povo e acalme a natureza pelo menos.


segunda-feira, 14 de março de 2011

Grandes poetas brasileiros pelo Dia Nacional da Poesia

Mário Quintana
Hoje é Dia Nacional da Poesia, também aniversário do poeta Castro Alves (aquele do belo Navio Negreiro), poesia onde as palavras buscam ir além do significante, onde pintam, tocam música e bordam. Já cometi algumas, embora ande menos lírica e mais prosa ultimamente. De fato preciso inventariar-me antes de partir.

Mas hoje, para homenagear a poesia, posto simplesmente três poemas, de grandes poetas brasileiros sobre essa arte!


OS POEMAS

Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.
Quando fechas o livro, eles alçam vôo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto;
alimentam-se um instante em cada
par de mãos e partem.
E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti...

Mario Quintana - Esconderijos do Tempo

sexta-feira, 4 de março de 2011

O poster animado de Conan, o Bárbaro!

Jason Momoa
Vejam abaixo o poster animado do filme Conan, o Bárbaro, que estreia nos EUA em 19 de agosto de 2011 (desta feita interpretado por Jason Momoa), onde o personagem aparece sobre uma pilha de crânios, com as vestes e os cabelos ao vento, sob um céu incandescente e som fantasmagórico. Incrível, não? Anúncios animados em revistas, cartazes animados dos filmes. O avanço incrível da fascinante tecnologia.

Conan, o Bárbaro é criação do escritor Robert E. Howard, de 1932, que foi transposta para as HQ nos anos 70 e delas para o cinema na pele de Arnold Schwarzenegger.  Schwarzenegger representou o guerreiro em Conan, o Bárbaro e Conan, o Destruidor.

Neste novo Conan, em 3D, com direção de Marcus Nispel (Sexta-Feira 13: Bem Vindo a Crystal Lake) além de Jason Momoa, como o protagonista, também estão no elenco Ron Perlman (Caça às Bruxas), Stephen Lang (Inimigos Públicos), Rose McGowan (O Espião), Rachel Nichols (Jogos do Poder) e Bob Sapp (Golpe Baixo) .

A adolescente nerd que mora em mim aguarda a película...hehehe Na base do poster, você pode desligar o som, se quiser.


terça-feira, 1 de março de 2011

João Gordo: como ser vegetariano sem ser chato!

Na IstoÉ de 26 de janeiro, saiu uma reportagem sobre 3 celebridades que aderiram ao vegetarianismo, mas nem de longe fazem o perfil que a maioria das pessoas tem dos vegetarianos. Na matéria intitulada Vegetarianos Improváveis, literalmente dois pesos pesados, João Gordo e Mike Tyson, e o ex-presidente dos EUA, Bill Clinton revelam porque deixaram a carne de lado.

João Gordo inclusive deu entrevista sobre sua conversão, para o site da IstoÉ, que reproduzo abaixo, onde, com seu jeito desbocado, descreve o percurso que percorreu até abolir o muy discutível hábito de se alimentar de cadáveres. É bem divertida a entrevista.

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites