quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Lula e o refúgio para o terrorista Battisti: o ex-presidente fez na entrada e na saída!

Césare Battisti como tem que ser!
No último dia de governo, o nada saudoso Lula da Silva concedeu direito de refúgio ao terrorista italiano Césare Battisti que matou 4 pessoas na Itália quando pertencia ao grupo de extrema esquerda Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), organização armada que, além de ataques terroristas, também participava de assaltos e outros delitos.

Em 1987, Battisti foi condenado pela justiça italiana à prisão perpétua, pela autoria direta ou indireta dos quatro homicídios atribuídos aos PAC, mas conseguiu fugir e viver na França, depois no México, depois novamente na França e, por fim, no Brasil, para onde escapou em 2004, após o governo francês ter concordado em extraditá-lo para a Itália.

Em 2007, o governo da Itália apresentou o pedido de extradição do terrorista ao governo brasileiro, o que levou à sua prisão preventiva. Em 2009, o Supremo Tribunal Federal autorizou a extradição, mas definiu que a decisão final caberia ao presidente da República que, em 31 de dezembro útimo, através de nota divulgada pelo Ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, sob a desculpa esfarrapada de que o italiano não estaria em segurança em sua terra natal, anunciou que lhe concedia refúgio. A infame decisão foi duramente criticada pela imprensa, a opinião pública e o governo italianos, e o processo de extradição, novamente requerido pela Itália, voltou para o Superior Tribunal Federal (STF), onde seu presidente, Cezar Peluso, deverá novamente analisá-lo e decidir definitivamente o que fazer.

Como se sabe, Lula decidiu dar refúgio a Battisti por suas afinidades ideológicas (são cumpadres de esquerda), fornecendo ao criminoso estatuto de perseguido político. Entretanto, o italiano é responsável pela morte de pessoas e por lesões em outras, crimes comuns que precisam ser punidos onde foram realizados. Abaixo vídeo legendado, com relato do filho de uma das vítimas de Battisti que ficou paraplégico no ataque em que seu pai foi assassinado. Fizeram uma legendagem, em português, em cima de outra em inglês, o que deixa a leitura um pouco confusa, mas dá para entender. Enfim, Lula fez na entrada, no meio do caminho e na saída. Vamos ver se alguém ainda tem vergonha neste país e despacha esse Battisti de volta para a Itália.

2 comentários:

se puder venha conhecer o meu blog e ler algumas considerações que fiz!
Um abraço!
http://pensamentosduneto.blogspot.com/

Eduardo, já fui e deixei comentário. Abraço. Venha sempre!

Postar um comentário

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites