segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Poema da MENTE - Paródia do poema A Implosão da Mentira de Affonso Romano de Sant`Anna


Há um presidente que mente,
Mente de corpo e alma, completa/mente.
E mente de maneira tão pungente
Que a gente acha que ele, mente sincera/mente,

Mais que mente, sobretudo, impune/mente...

Indecente/mente.
E mente tão nacional/mente,
Que acha que mentindo história afora,
Vai nos enganar eterna/mente.

Um passarinho verde me repassou e resolvi postá-lo. Depois vou postar o poema original, A Implosão da Mentira, pois é tão pertinente ao momento atual do país quanto o foi na época de sua publicação ainda na década de oitenta.

2 comentários:

Míriam,

MARAVILHOSO!!
Mas, como mente, né?
Não deveria ter outro nome a não ser Pinochio!
Posso levar e colocar na Lesbosfera??
Estou te enviando o questionário agora de manhã.
bjos mil!!
Mari

QG,

ainda que com enoorme atraso, claro que pode sim levar e colocar na lesbosfera.
E obrigada pela entrevista. Ficou super-legal. Para quem quiser ver, http://www.umoutroolhar.com.br/entrevistas_blogs.htm

Beijoca

Postar um comentário

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites